PT

EN
O 25 de abril nunca aconteceu - Palmilha dentada
O 25 de abril nunca aconteceu
Palmilha Dentada
O 25 de abril nunca aconteceu - Palmilha dentada

Como seria Portugal se Salgueiro Maia não tivesse parado no semáforo vermelho, tivesse chocado com um camião de entrega de pão e o 25 de Abril não tivesse acontecido? Nos 50 anos da Revolução dos Cravos, o Teatro Nacional São João convidou a Palmilha Dentada a aventurar-se numa ficção distópica. O 25 de Abril Nunca Aconteceu acompanha um dia na vida da família Freitas, numa estética devedora de filmes como O Pai Tirano e O Pátio das Cantigas. O mundo avançou, mas Portugal não. O pai trabalha via Internet num esquema de extorsão de dinheiro a mulheres falantes de português espalhadas pelo mundo. A empresa, tal como as tipografias anteriores a 1974, é também o local de funcionamento de uma célula clandestina, que põe a circular informação sobre a ditadura portuguesa. A PIDE continua ativa e cada vez mais ridícula. As Crocs são proibidas. Um espetáculo-homenagem às menores e menos evidentes conquistas de Abril. “Um dia, faremos parte do mundo!” — TeCA


Texto e Encenação: Ricardo Alves


11
Abr
27
Abr
2024
2024-04-11T11:51:39Z
2024-04-27T11:51:47Z
TeCA — Teatro Carlos Alberto
10 €
12+
R. das Oliveiras, 43

Mais info

O 25 de abril nunca aconteceu - Palmilha dentada
Teatro
Língua Gestual Portuguesa

Como seria Portugal se Salgueiro Maia não tivesse parado no semáforo vermelho, tivesse chocado com um camião de entrega de pão e o 25 de Abril não tivesse acontecido? Nos 50 anos da Revolução dos Cravos, o Teatro Nacional São João convidou a Palmilha Dentada a aventurar-se numa ficção distópica. O 25 de Abril Nunca Aconteceu acompanha um dia na vida da família Freitas, numa estética devedora de filmes como O Pai Tirano e O Pátio das Cantigas. O mundo avançou, mas Portugal não. O pai trabalha via Internet num esquema de extorsão de dinheiro a mulheres falantes de português espalhadas pelo mundo. A empresa, tal como as tipografias anteriores a 1974, é também o local de funcionamento de uma célula clandestina, que põe a circular informação sobre a ditadura portuguesa. A PIDE continua ativa e cada vez mais ridícula. As Crocs são proibidas. Um espetáculo-homenagem às menores e menos evidentes conquistas de Abril. “Um dia, faremos parte do mundo!” — TeCA


Texto e Encenação: Ricardo Alves


Partilhar

LINK

Relacionados

Da secção

Palcos
agenda-porto.pt desenvolvido por Bondhabits. Agência de marketing digital e desenvolvimento de websites e desenvolvimento de apps mobile